Mulungu do Morro

Loading...

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Policia Desmantela quadrilha que aterrorizava o interior da BA


A Polícia prendeu na manhã desta segunda-feira, 21, Edielson da Silva, 33 anos. Edielson é um dos supostos assaltantes da Bahia que estavam foragidos no Tocantins, desde 7 de fevereiro, data do assalto realizado ao Banco do Brasil, de Formosa do Rio Preto, na Bahia.

De acordo com o delegado regional, Hudson Guimarães Leite, por volta das 9 horas, a polícia recebeu informações que o suposto assaltante estava escondido nos arredores de uma residência na Região do Galhão, povoado localizado a 40 km da cidade de Mateiro (TO). Depois da denúncia imediatamente foi ordenado que o Policial Civil, Silvano Rodrigues, com auxílio da PM, saíssem em diligência para verificar as informações.

“Edielson foi preso debaixo de uma árvore escondido atrás de uma moita. Com esta prisão a Polícia Civil do Tocantins, com o auxílio da Polícia Militar prendeu o último dos assaltantes foragidos da Bahia”, disse o delegado.

O acusado confessou ter participado do assalto ao banco. O mesmo foi atendido no Posto de Saúde, pois apresentava ferimentos decorrentes dos confrontos realizados anteriormente com a polícia e encaminhado para a Delegacia de Mateiros/TO, local onde aguardará liberação para ser transferido para Bahia.

Entenda o caso
A Polícia Militar do Tocantins capturou seis dos sete integrantes, sendo três deles mortos durante troca de tiros com a Polícia, na quarta-feira, 16. Além de Edielson Silva os outros dois presos são Amauri Silva Araújo, 29 anos, natural de São Paulo e Edgar Silva Freitas, de 46 anos, natural da Bahia. Os assaltantes mortos não tiveram a identidade revelada.

Após o assalto ao BB de Formoso do Rio Preto (BA), ocorrido no dia 7 deste mês, a quadrilha entrou no Tocantins pela região do Jalapão, nas proximidades do município de Mateiros. Durante a fuga o grupo teve três confrontos com a PM, chegando a fazer um policial refém, que foi liberado sem ferimentos. No primeiro confronto, na região de Ponte Alta do Tocantins foi efetuada a prisão do assaltante Amauri Silva.

Participaram da operação, policiais da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe ), do 1º e 6º BPMs (Batalhões da Polícia Militar), localizados em Palmas, do 5º BPM (Batalhão da Polícia Militar) da 2ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar), com sede em Dianópolis, e da Polícia Civil do Tocantins e da Bahia.

Ao todo foram apreendidos com a quadrilha, cinco coletes balísticos, duas balaclavas pretas, sete bolsas tipo mochilas, um malote de transporte de valores,um par de tênis,duas pochetes contendo materiais de alimentação e higiene pessoal, um pistola PT 640, três pistolas PT 100 com numeração raspada, uma pistola 9mm, um revólver calibre 38, 07 carregadores de munições, duas facas, seis aparelhos celulares, um molho de chaves, três relógios, um canivete, uma chave de fenda, duas lanternas, um tablete de maconha pesando 500g, uma carteira de bolso contendo cartões e documentos pessoais em nome de Valternei C. Miranda, um RG de Edinaldo Batista da Costa, um Reservista e uma CNH em nome de João Eudes de Sousa Rios, uma CNH de Cristiano de Lima, um óculos escuro, três pacotes lacrados contendo moedas de R$ 1,00real, 44 moedas de R$ 1,00 real, 01 nota de 1.000 cruzeiros (R$ antigo); R$ 43,25 em moedas avulsas, 68 cápsulas intactas calibre 7,62, ainda 57 cápsulas intactas calibre .40, mais 71 cápsulas intactas calibre .380, outras 70 cápsulas intactas calibre 9mm, 04 cápsulas intactas calibre 556, uma cápsula intacta calibre 45, doze cápsulas intactas calibre 38, uma guia rodoviário, 03 luvas pretas, uma carteira contendo documentos em nome de Isabela Farias Gonçalves e um veículo Toyota Hilux verde, placa JHF-6087 de Camaçari-BA, além de R$ 234.821,20 em dinheiro.
(Da assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança, Justiça e Cidadania e da Polícia Militar do Tocantins)

Um comentário:

  1. de assaltante a traficante forte em sp e a policia nao faz nada.

    ResponderExcluir